AFPESP reúne Servidores Públicos para debater a Reforma da Previdência

Na última quarta-feira (29/03), a AFPESP (Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo) reuniu, em sua sede, diversas entidades de funcionários públicos para debater a Reforma da Previdência (PEC 287). A FESSP-ESP marcou presença na ocasião para colaborar com os debates ali feitos. A entidade esteve representada na figura de seus diretores: Paulo Carvalho Catelan (Diretor de Assuntos Jurídicos) e Kátia Rodrigues (Diretora de Assuntos da Mulher). Diretores de sindicatos filiados à FESSP-ESP também estiverem presentes no encontro. Essas entidades foram: SISPESP (Sindicato dos Servidores Públicos do Estado de São Paulo), SINTELPOL (Sindicato dos Agentes em Telemática Policial do Estado de São Paulo), SINPCRESP (Sindicato dos Peritos Criminais de São Paulo), SINDSEMP/SP (Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de São Paulo) e SINDCOP (Sindicato dos Servidores Públicos do Sistema Penitenciário Paulista).

Logo no início da manhã, o presidente da AFPESP, Antonio Carlos Duarte Moreira, deu as boas-vindas aos participantes do encontro e passou a palavra ao primeiro palestrante, o Dr. Julio Bonafonte. Julio ministrou uma palestra sobre a “Reforma da Previdência nos Estados e Municípios. Os demais palestrantes do dia foram: Antônio Augusto de Queiroz (Toninho do DIAP), com o tema “Panorama da Reforma da Previdência”; Carlos Gianazzi (Deputado Estadual), com o tema “Reforma da Previdência pelos estados e municípios é mais preocupante”; Fábio Henrique de Sousa Macedo (Presidente do Sindicato dos Fazendários do Município de Recife), com o tema “Estudos promovidos pela FENAFIM – Federação Nacional dos Auditores e Fiscais de Tributos Municipais e o Sindicato dos Fazendários do Município de Recife sobre a Reforma da Previdência”; Carmen Bressane (Coordenadora do Núcleo São Paulo da Auditoria Cidadã da Dívida Pública), com o tema “A Dívida e a Reforma da Previdência”; e por fim, Sandra Tereza Paiva Miranda (Presidente do Conselho da APAFISP – Associação Paulista dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil), com o tema “Desmistificação do Déficit da Previdência”.

Sobre a questão dos servidores públicos estaduais e municipais terem sido excluídos da atual proposta de Reforma, a fala entre os palestrantes foi uníssona. Não há porque acharmos que o jogo está ganho. O Governo Federal apenas jogou a responsabilidade para os governadores e prefeitos, com a condição de que serão punidos caso não proponham uma nova reforma no período de 6 meses da promulgação da PEC. Não houve um consenso de que os líderes do executivo de cada estado e cidade irão tomar um caminho contrário à proposta do Governo, caso a PEC venha a ser votada da maneira como está.

Os servidores públicos não devem atenuar a sua luta contra a PEC 287, pois mesmo que não estejamos inclusos na proposta, temos o dever cívico de lutar por uma sociedade justa e não podemos permitir a retirada de direitos que foram conquistados a muito custo pelos trabalhadores de nosso país. Devemos ressaltar que as manifestações públicas de protesto contra a Reforma da Previdência já estão surtindo efeito. O fortalecimento do movimento é essencial para a derrubada desse nefasto projeto.

O encontro foi extremamente valioso para enriquecer o debate e capacitar os dirigentes sindicais, que levarão as informações para as ruas e buscarão a comoção popular para lutar contra essa perversa “reforma”. A FESSP-ESP parabeniza a AFPESP pela iniciativa e se coloca à disposição para participar da luta em defesa do servidor público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *