COLÉGIO DE LÍDERES DA ALESP RECEBE PRESIDENTE DA FESSP-ESP E CENTRAIS SINDICAIS

PRESIDENTE DA FESSP-ESP FALA NO COLÉGIO DE LÍDERES DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA CONTRA O PL 920/2017, PEDE DIÁLOGO E ABERTURA DE NEGOCIAÇÃO

 No dia 17/10/2017, atendendo a Circular FESSP-ESP nº 034/2017, Diretores da FESSP-ESP, dirigentes sindicais, diretores das entidades do funcionalismo e demais servidores públicos, participaram das Atividades de mobilização do “OCUPA ALESP” nos corredores e no Auditório Franco Montoro, da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Foram vários os sindicatos e entidades filiadas a FESSP-ESP que participaram da grande mobilização, dentre os quais destacamos, o SINTELPOL, SISPESP, SISDERESP, SINDCOP, SIN HC, CPP, SINDALESP, SINDSEMP,  dentre outros que não conseguimos localizar, haja vista os resultados da ampla participação dos servidores públicos que lotaram o auditório e corredores da ALESP.

 

O Presidente da FESSP-ESP, Lineu Neves Mazano, acompanhado dos diretores Mauro de Campos, Diretor de Assuntos de Servidores Estaduais, Filemom Reis da Silva, Diretor de Assuntos do Poder Legislativo, Desiree Sepe de Marco, Diretora de Assuntos Parlamentares, foram recebidos, na ocasião, pelo Colégio de Líderes da ALESP.

 Os propósitos  apresentados foram no sentido de obstruir o avanço do PL 920/917, na forma como está e abrir assim, uma pauta de diálogo com a ALESP visando assegurar melhorias das condições de trabalho, reajustes com manutenção do poder aquisitivo, enfim, garantir investimentos  necessários no setor público para uma também necessária prestação de serviços de qualidade aos cidadãos.

 Lineu enfatizou em sua fala que a FESSP-ESP solicitou abertura dos canais de comunicação com o governo Alckmin que não atende as solicitações de agenda da FESSP-ESP, mesmo com os insistentes pedidos para agendamento, pela FESSP-ESP. Já, a Diretora Desire, chamou a atenção para a perda de investimentos no setor público, solicitando no ato, inserção e acolhimento nas negociações, de duas emendas apresentadas.

 Na ocasião, o Colégio de Líderes recebeu também, Representantes das Centrais Sindicais que reunidas trabalham na construção de mobilizações e grande ato de paralisação para o dia 27/10/2017.

 Na ocasião, o Diretor Mauro de Campos, representando a NCST/SP apresentou em sua fala a necessidade da abertura e construção de um diálogo considerando que o conjunto das Centrais  não aceitará propostas prejudiciais aos trabalhadores e aos cidadãos.  Ao final das falas das Centrais, foi entregue ao Presidente da  ALESP, Deputado Cauê Macris, uma Pauta dos Servidores Públicos do Estado de São Paulo, citando 4 pontos básicos de reivindicações a saber:

 Reposição Salarial com aumento real de salários;

  1. Instituição efetiva da Negociação Coletiva no Governo do Estado de São Paulo, cumprindo a Lei nº 12.638/07;
  2. Abertura de Concursos Públicos;
  3. Retirada do PL nº 920/2017;
  4. Audiência com o excelentíssimo Senhor Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin;

 Cada Representante de Central expôs, amiúde, em rápidas palavras os resultados do PL 920/2017, caso seja aprovado e assim, todos reivindicaram a abertura de diálogo e negociação com o Governo Estadual.

 Foi informado que no dia 27/10/2017, haverá paralisação do funcionalismo público contra o desmonte do setor público, em razão de que a ampla maioria das propostas que estão no legislativo são consideradas efetivamente ataques contra o setor público, servidores e entidades sindicais.   

As Centrais continuam organizando e reunindo suas lideranças para concretizar a continuidade das mobilizações no âmbito do Estado de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *